Psicologia online

A psicologia online, pode ser uma excelente alternativa à terapia tradicional.

Este tipo de terapia tem crescido bastante, com a melhoria dos meios tecnológicos, com o maior à vontade da população em usar a internet como meio de comunicação e com a vinda do coronavírus que obrigou a maior distanciamento social.

Existem três formas possíveis de usar a terapia online.

A psicologia exclusivamente online.

Os sistemas mistos, em que existe alguma forma de alternância, algumas consultas são online e outras presenciais.

E as transições, em que se começa com uma forma (presencial ou online) e se faz a transição para outra.

A maioria das intervenções psicológicos são passiveis de transitar diretamente ou ser adaptadas para terapia online. Mas isso não significa que seja adequado para todas as situações ou todas as pessoas. Existem uma série de especificidades e de vantagens e desvantagens da psicologia online que devem ser analisadas.

Vantagens da psicologia online

São várias as vantagens e possibilidades oferecidas pela psicoterapia online

É uma boa opção para quem mora longe.

A terapia online oferece acesso a tratamento de saúde mental para pessoas em áreas rurais ou remotas. Aqueles que moram nesses locais podem não ter acesso a qualquer outra forma de tratamento psicológico porque as opções podem ser limitadas ou inexistentes em sua área geográfica. ou requerer uma deslocação muito grande, com uma despesa acrescida nessa deslocação e um grande dispêndio de tempo.

Caso exista acesso confiável à Internet, a terapia online oferece acesso relativamente rápido e acessível ao tratamento que, de outra forma, não estaria disponível .com a mesma facilidade.

Mesmo quando existam alguns psicólogos perto da área de residência podem não existir psicólogos especializados na área de saúde mental que a pessoa procura.

Também é possível estar num grande centro populacional, mas estar longe de um profissional específico que se queira, por exemplo por estar recomendado. Caso esse/a psicólogo/a dê sessões pela internet a questão da distância fica resolvida.

Os emigrantes podem continuar a ter acesso a psicólogos que falam a sua língua e partilham a sua cultura,

Possibilita a continuação da terapia. Aqueles que estão em terapia presencial e emigram, fazem deslocações profissionais, ou vão de férias e pretendam manter a terapia podem continuar a faze-lo online.

Acessibilidade para pessoas com limitações na deslocação.

A mobilidade pode ser um grande problema quando se trata de acesso a cuidados de saúde mental. A terapia online oferece acessibilidade a pessoas com deficiência ou que estão confinadas em casa. Alguns exemplos variados de situações que podem limitar a capacidade de deslocação são, falta de transportes públicos ou carro próprio, ser paraplégico, pessoas acamadas, ter uma doença contagiosa, doença de Parkinson, situações temporárias como uma perna partida, ou aqueles cuja condição psicológica dificulte a saída de casa, como a ansiedade social e a agorafobia.

Conveniência, conforto e flexibilidade

A terapia online é geralmente bastante acessível e conveniente. Ao participar de sessões online de psicologia pode agendar suas sessões de terapia para os horários mais convenientes. Ao não ter de programar a deslocação no tempo que vai ser usado para ter a sessão, torna-se possível encaixar mais facilmente a consulta no seu horário. Por exemplo tirar uma hora de trabalho em vez de duas ou mais. Ou conciliar o cuidar de filhos com a consulta. (deixar filho/s a brincar na sala enquanto se tem uma consulta pela internet comparado com ter de encontrar quem fique com os filhos enquanto vai a uma consulta presencial)

Esta flexibilidade acrescida aumenta ainda mais porque os próprios psicólogos também tem maior flexibilidade para aceitar consultas em horários diversos, ao não terem de se deslocar para o consultório.

Conforto acrescido, a consulta é feita no “seu ambiente” em casa no carro ou em outro local que conhece bem. Ao não ter de se deslocar para uma consulta presencial, evita uma deslocação que dependendo das circunstâncias pode ser desconfortável, como por exemplo transportes públicos lotados, chuva e frio no inverno e sentir calor e suar no verão.

Além do conforto físico, algumas pessoas também se sentem mais confortáveis com a psicoterapia online, entrar em um espaço estranho com alguém que nunca se conheceu e expor detalhes da vida pessoal é difícil de fazer, mesmo sabendo que é um profissional e que todo o processo é confidencial.

Embora ainda seja um processo difícil quando feito a partir de casa, estar na segurança do lar pode torná-lo mais fácil até conseguir estabelecer uma relação com o/a terapeuta.

Privacidade

As pessoas podem se sentir à vontade para conversar com amigos e familiares sobre questões de saúde física, mas podem não sentir o mesmo ao discutir questões de saúde mental que são tão importantes como as físicas.

Nem todos os que consultam psicólogos querem divulgar essa informação. O acesso online torna mais fácil superar o estigma que historicamente tem sido atribuído às questões de saúde mental. Porque ninguém vai ver a ir ao consultório ou fazer perguntas sobre o destino quando a pessoa se prepara para sair. Torna-se muito mais fácil manter a confidencialidade.

Em casos limite e se o cliente assim o quiser, é possível ter consultas de psicologia online sem fornecer dados pessoais além do primeiro nome.

São usados meios com encriptação ponta-a-ponta

A obrigação de confidencialidade não difere da consulta face a face, um psicoterapeuta está abrangido pelas obrigações de confidencialidade segundo o código deontológico da ordem dos psicólogos portugueses.

E ambos, psicólogo e cliente estão abrangidos pela legislação portuguesa que proíbe qualquer gravação e/ou divulgação sem o consentimento de ambas as partes.

Baixa a barreira de entrada

Por vezes a dificuldade é começar, para quem está na dúvida se vale a pena, se quer ter uma sessão de psicologia, a consulta à distância pode ser uma primeira abordagem, relativamente acessível para experimentar o processo.

Também existem muitos casos em que o objectivo passa por desenvolvimento pessoal e não existe uma condição clinicamente relevante para tratar, a terapia online pode fornecer um caminho fácil para começar.

Desvantagens da psicologia online

Embora a psicologia online possa ser potencialmente muito útil para pessoas em certas situações, também existem alguns riscos e desvantagens em relação à psicoterapia tradicional.

Pode ser mais impessoal

O ser humano é um ser social e a comunicação à distância ainda não é comparável à presença em pessoa. Alguns pacientes que tenham dificuldade nas relações pessoais beneficiam da terapia presencial por ser uma forma de treino de socialização muito mais intensa que a comunicação pela internet.

Pode existir uma dificuldade acrescida de ambas as partes em interpretar a linguagem corporal, essa dificuldade pode ser principalmente da parte do terapeuta que faz mais uso dessa fonte de informação. O ser humano pode expressar muitos dos seu pensamentos e emoções por expressões faciais ou gestos. Esses sinais podem ser bastante reveladores e dar ao terapeuta uma imagem mais clara de seus sentimentos, pensamentos, estados de espírito e comportamentos, mas por meios informáticos estas pistas podem ser mais difíceis de observar ou criar confusão porque o psicólogo não está a par do ambiente da mesma forma que estaria no consultório, por exemplo o cliente faz um ar de desaprovação, será que foi algo que o terapeuta disse ou foi porque o cliente viu seu gato fazer algo que não devia?

Por melhor que seja a tecnologia a interação carece da intimidade e complexidade que as interações do mundo real possuem.

Algumas pessoas podem se sentir mais confortáveis ​​submetendo-se à terapia em um ambiente digital, especialmente os mais jovens, que estão mais intimamente familiarizados com esses métodos de comunicação e os sentem como naturais, mas outros – terapeutas e pacientes – que não se sentem confortáveis com o uso de tecnologia podem tirar menos proveito duma forma de relação que lhes parece mais artificial

Confidencialidade e privacidade

A confidencialidade é tão importante na terapia online quanto na terapia presencial. Manter a privacidade de suas informações pessoais é uma grande preocupação em psicoterapia, mas o tratamento online adiciona um outro nível de complexidade ao processo terapêutico.

Ao contrário do ambiente mais protegido dum consultório, pode ser difícil manter o mesmo nível de descrição em outros locais, por exemplo em uma casa com outros moradores, alguém pode escutar e mesmo quando isso não acontece o simples facto de existir essa possibilidade remota pode retirar espontaneidade na interação como por exemplo o cliente sussurrar ou hesitar quando transmite alguma informação mais sensível.

Outro aspecto importante em termos de privacidade é que com o uso do vídeo poderão ser visíveis objectos, documentos, etc… no fundo tudo o que esteja acessível à câmara. Tanto o cliente como o psicólogo (caso também esteja em casa) devem sempre acautelar aquilo que preferirem manter privado. Um exemplo mais extremo de uma situação que deve ser acautelada: estar em sessão no quarto e um conjugue entrar com menos roupa.

Interrupções e problemas técnicos

Existe a possibilidade de ocorrerem problemas técnicos durante a consulta, como perda da ligação sem fios ou da ligação à internet, falha de corrente no computador ou de bateria no portátil ou telefone, ou até uma avaria no equipamento.

Outra possibilidade é ocorrerem interrupções durante a consulta, seja por animais de estimação, alguém que chega a casa mais cedo do que o previsto, filhos, cônjuge, telefone fixo toca, carteiro bate à porta, vizinhos tocam campainha etc…

Apesar de não invalidarem a consulta estas interrupções podem ser negativas para o processo e demorar tempo a resolver.

Não apropriado para doenças psiquiátricas graves

A psicoterapia à distância pode ser útil para uma variedade de situações, mas não quando se trata de pessoas que requerem tratamento próximo e direto ou intervenção pessoal.

Por exemplo, se está tendo pensamentos suicidas ou está em crise, sua ansiedade é grave e debilitante, e precisa de suporte pessoal por qualquer motivo, se tem um vício sério ou tem sintomas mais graves ou complexos de problema de saúde mental, a terapia online pode não ser recomendada.

Perde-se o tempo de deslocação

Embora o tempo gasto na ida e vinda à consulta presencial possa ser uma desvantagem, também pode ser uma vantagem já que a ida permite um tempo de “desligar” da rotina, do trabalho, da família etc… o que pode ir preparando a pessoa para a introspeção necessária para o trabalho na sessão. Por outro lado, o tempo de volta permite reflexão sobre o que foi explorado na consulta. Na terapia online isso nem sempre acontece, em muitos casos mal a sessão termina é-se imediatamente confrontado com as exigências da rotina diária, retirando essa possibilidade de reflexão e absorção.

Terapia de casal online

O aconselhamento de casais online proporciona mais flexibilidade para casais que desejam trabalhar o seu relacionamento com a ajuda de um especialista.

A terapia de casal online partilha das vantagens e desvantagens acima mencionadas sobre psicologia online individual. Mas existem aspectos específicos para este tipo de terapia.

Se por vezes é difícil conciliar a agenda para terapia presencial individual, conciliar horários e ritmos de vida de mais pessoas pode ser muito mas difícil. Sejam relacionamentos à distância, deslocação em trabalho de um dos elementos do casal, horários de trabalho diferentes, etc… as sessões virtuais podem ser uma excelente alternativa às sessões presenciais.

Quando um dos elementos do casal quer realizar terapia, mas o outro está relutante em fazê-lo, pode ser muito mais fácil convencer a participar se a sessão for online, é a diferença entre “tens de estar nesta morada às 18:00” e “senta no sofá que eu trago o portátil”.

Quando são dois a ir à terapia existe maior logística envolvida, isso torna mais difícil manter esse facto privado da família, amigos e vizinhos. A terapia de casal online minimiza essa dificuldade.

Existe a possibilidade de um dos elementos do casal ter sessão presencial e outro estar online, mas não é a situação ideal, só se não existir alternativa porque o que está distante pode sentir estar numa situação de desvantagem.

A situação mais comum é estarem juntos em sua casa e o terapeuta no seu consultório, a terapia é perfeitamente possível nestas condições quando todos seguem um serie de regras, por exemplo o casal não conversar ou sinalizar entre si sem que o terapeuta veja, pois isso pode deturpar a interpretação da dinâmica do casal.

Embora nem sempre seja o caso, sem a presença física de um psicólogo pode ser difícil manter a calma e harmonia na sessão em casais com emoções mais exacerbadas.

Em casos em que exista histórico de altercações físicas é melhor agendar uma sessão presencial, porque a presença do terapeuta pode ser essencial para o bom decorrer da sessão.

Psicologia online com crianças e adolescentes

Menores de 18 anos necessitam de consentimento dos pais ou de quem exerça o poder parental para ter acompanhamento psicológico.

Mas as consultas online continuam a ser privadas e com os mesmos requisitos de confidencialidade que as sessões presenciais.

De forma geral as consultas online com crianças não são a opção ideal e só deve ser equacionada essa possibilidade se não existirem alternativas.

Os adolescentes tem mais à-vontade com a tecnologia e já possuem uma capacidade de abstração que lhes permite que a consulta online possa ser produtiva.  

Maximizar os benéficos da psicologia online

Esteja a começar psicoterapia online, ou a fazer a transição de terapia presencial para online, existem formas de minimizar os contras desta forma de terapia e maximizar os benefícios da terapia.

Tenha um espaço preparado para as sessões onde possa ter privacidade, não ter interrupções, sem ruídos excessivos e não ter problemas técnicas.

Faça o trabalho de casa Se parte de seu tratamento inclui exercícios fora da sessão de terapia, como manter um diário ou exercícios de relaxamento, reserve um tempo entre as sessões para trabalhar nessas tarefas.

Reserve mais tempo do que a duração da sessão. Reserve um tempo antes da sessão para relaxar, concentrar e dissociar-se da rotina, e reserve pelo menos alguns minutos após a sessão para processar e integrar o que foi trabalhado.

Invista no processo terapêutico, como a distancia pode tornar o processo um pouco mais impessoal, isso pode ser compensado com uma maior entrega, franqueza e honestidade. Por exemplo se tiver alguma dificuldade com algum aspecto do processo terapêutico, conte ao terapeuta, por causa da distância física pode demorar mais a um terapeuta para perceber certas pistas e a sua linguagem não verbal. Ao expressar o que pensa e sente estará a acelerar a terapia. E a fortalecer a relação com o seu terapeuta.

Opte por áudio e vídeo, é possível fazer terapia online apenas com áudio ou até texto, mas o processo cara a cara é o ideal. Algo é melhor que nada, mas use videoconferência a não ser que não seja viável ou que exista uma razão muito forte para não o fazer.

Use auscultadores e microfone para uma melhor qualidade na comunicação. Evita o eco de retorno e minimiza a interferência dos ruídos do ambiente.

O que pode ser tratado online

Tirando certas doenças psiquiátricas mais graves ou outros situações que dificultem a comunicação, ex: alzheimer, crianças demasiado jovens, ou que requeiram a presença física, como certas provas de avaliação psicológica.

Quase todo o tipo de problemas mais comuns podem beneficiar de intervenção psicológica online.

Já existem estudos de eficácia da intervenção online comparativamente com as intervenções face a face. Estes estudos verificaram que a intervenção à distância tem uma eficácia igual à presencial. Exemplos de perturbação psicológicas em que já foi estudada a eficácia da psicologia online são: a perturba­ção de ansiedade generalizada, a ansieda­de social, a perturbação de pânico, a perturbação de stress pós-traumático, o stress, a depressão, o perfeccionismo, o sofrimento associado à infertilidade, as perturbações do comporta­mento alimentar e a procrastinação. E continua a ser estudada a eficácia em outro tipo de situações.

Além de outras situações como fobias, baixa autoestima, dificuldades relacionais, luto, situações de crise, etc…

Também pode ser usada para objectivos como desenvolvimento pessoal, realização pessoal, etc…  

Marcar consulta de psicologia online, passo-a-passo

Entre em contacto e solicite a marcação de uma sessão

Agendaremos uma consulta num horário que lhe seja conveniente e esclareceremos qualquer dúvida que nos coloque.

Enviaremos dados de pagamento e toda a informação técnica necessária para realizar a sessão (não precisa de se preocupar com questões técnicas apenas precisa de ter acesso à internet, microfone e auscultadores ou colunas)

Faça o pagamento, por transferência bancaria, MBWAY ou códigos referência multibanco.

Aceda à sessão no dia e hora combinada usando os dados que lhe enviaremos.

Poderá consultar a sua fatura no portal das finanças ou se preferir podemos enviar por email.

Preço das consultas online

Psicologia Online 

30

Consulta

Contactos

Lisboa – 3 min do metro Saldanha / Carnaxide  – Junto ao Centro Cívico

Formulário

Privacidade: Os seus dados serão usados apenas para responder à sua mensagem. Não serão guardados para qualquer outro efeito.